Curso gratuito de inglês para jornalistas está com inscrições abertas

Um curso online e gratuito de inglês específico para jornalismo está com as inscrições abertas. O treinamento foi desenvolvido pela Universidade da Pensilvânia e é financiado pelo Departamento de Estado dos EUA. As aulas começam no próximo dia 20.

As aulas foram criadas para pessoas que têm o inglês como segunda língua e que estão interessados em desenvolver as habilidades necessárias para uma carreira no jornalismo moderno.

O programa vai explorar as mídias impressa e digital através de leituras e palestras em vídeo, expandindo os vocabulários nas áreas específicas e aumentando as habilidades em ler, pesquisar e desenvolver histórias jornalísticas globais e locais.

O treinamento está dividido em diferentes unidades e pode ser feito por qualquer pessoa, não só por jornalistas.

Os que chegarem até o final do curso e completarem as atividades propostas podem receber um certificado emitido pela Universidade da Pensilvânia. As inscrições podem ser feitas aqui.

_______________________

Matéria postada originalmente no Portal Comunique-se.

Calle 2: a revista digital que usa o JL para contar boas histórias da América Latina

O projeto é ousado: uma revista digital com um foco narrativo envolvente e que pretende cobrir temas relacionados a America Latina. Só pela iniciativa inusitada o click no site www.calle2.com já vale a pena, porém, além da excelente ideia, tem muito talento envolvido (Veja abaixo os nomes que fazem a revista). A estreia da “Calle 2” acontece hoje e para falar do que vem por aí o JL Blog passa a palavra para os idealizadores. Confira:

calle 2

“Esqueça tudo o que você já ouviu ou viu sobre América Latina. Ou melhor ainda. Guarde todas as suas lembranças e se prepare para redescobrir esta parte do globo. Com um time de jornalistas apaixonados pela profissão e visual inovador, estreia hoje a revista digital Calle2 (www.calle2.com), apresentando ao público um novo olhar sobre temas latino-americanos.

‘Nosso objetivo é mostrar uma América Latina rica e diversa, cheia de boas histórias que hoje são pouco conhecidas. Cruzamos as fronteiras para revelar pessoas, lugares, cores e sabores incríveis que fazem do continente latino-americano um dos mais diversos e fascinantes do mundo’, explica a jornalista Ana Magalhães, editora-executiva do site.

Ana ressalta que as boas histórias aqui não estão ligadas apenas a notícias positivas, mas a matérias bem apuradas, trabalhadas com zelo e dedicação próprios do jornalismo narrativo. “Publicaremos também entrevistas e análises sobre injustiças e dramas que assolam uma região ainda tão desigual”.

A revista digital terá atualizações semanais, sempre às quartas-feiras, com a publicação de artigos, reportagens e entrevistas distribuídas nas editorias de Sociedade, Turismo, Esporte, Análise, Empreendedorismo, Cultura (cinema, literatura, gastronomia, etc) e Fotografia. O acesso ao conteúdo do site será gratuito.

O projeto Calle2 começou há três anos, mas virou realidade em 2014, em formato de revista impressa. Ao fugir do tradicional e publicar matérias que não costumam estampar o noticiário diário, a edição-piloto ficou entre os três finalistas na categoria Publicações e Mídias Impressas do Prêmio Brasil Criativo, que reconhece a criatividade como solução para o desenvolvimento da economia criativa no Brasil.

“Ter este reconhecimento na primeira edição só nos mostrou que estávamos no caminho certo e que há sim interesse por boas histórias, bons textos e boas fotografias sobre a América Latina”, afirma o jornalista Guilherme Soares Dias, editor-adjunto da Calle2.

O projeto cresceu e virou o site que estreia no fim deste mês, inovando não só ao apresentar um olhar diferenciado e analítico sobre o nosso País e seus vizinhos, mas também com um design leve, criativo e colorido.”

revista calle 2

Por que Calle2?

“A calle 2 não é uma rua qualquer. É o ponto mais ao norte da América Latina. Fica no povoado de Los Algodones, na fronteira do México com os Estados Unidos, a 241 km de Tijuana. A calle 2 que inspira e dá nome à revista termina em um posto fronteiriço. Do lado de lá, vira a Algodones Road, ganha uma faixa amarela no meio do asfalto e percorre vários quilômetros no vazio do deserto até chegar à cidade de Phoenix, nos Estados Unidos. Contudo, para os jornalistas da Calle2, ela é uma rua sem fim. Como Gilles Deleuze, eles acreditam que as fronteiras são mais simbiose que separação, mais troca que exclusão, mais intercâmbio que indiferença. As regiões fronteiriças não separam, elas unem. São pontos híbridos e de encontro – ainda que conturbados – entre duas ou várias culturas. E esta é a intenção da revista Calle2: colaborar para uma melhor integração do Brasil com os demais países latinos e mostrar a vastidão dessas terras, dessas culturas e dessas tantas calles 2 que existem nas periferias”.

Quem faz a revista

Ana Magalhães (editora-executiva da Calle2) – mineira de Belo Horizonte, Ana vive há seis anos em São Paulo. É jornalista formada pela PUC-Minas e mestra em Ciência Política pela Universidad Autónoma de Madrid. Trabalhou nos jornais Folha de S.Paulo, Agora e O Tempo, e colaborou para revistas como Trip, Época São Paulo e Veja SP.

Guilherme Soares Dias (editor-adjunto da Calle2) – é jornalista com pós-graduação em Jornalismo Literário e em Jornalismo Contemporâneo. Trabalhou nos jornais Valor Econômico, O Estado de S. Paulo e O Estado de Mato Grosso do Sul, além de colaborar com reportagens para diversas revistas e sites.

Júlio Simões (redator da Calle2) – é jornalista formado na Faculdade Cásper Líbero e pós-graduado na Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Trabalhou nos portais Terra, ESPN, Gazeta Esportiva e tem colaborações para Rádio CBN, Revista Placar, Superinteressante, além de revistas customizadas e outros projetos editoriais.

Bruno Cavenaghi (editor de arte e programador da Calle2) – paulista de São José do Rio Preto, vive há sete anos em São Paulo. É publicitário pela Escola Panamericana de Artes e designer pela Universidade Federal de Santa Catarina. Trabalhou em agências de publicidade e realizou projetos para grandes marcas como Danone, Samsung, Coca-Cola, Johnson & Johnson e Reckitt Benckiser.

Conselho editorial:

Edvaldo Pereira Lima – escritor, jornalista, cofundador da Academia Brasileira de Jornalismo Literário, professor-visitante em universidades do exterior e professor aposentado da USP.

Sergio Krasélis – jornalista com mais de 35 anos de experiência e passagens por grandes veículos de imprensa, como Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, IstoÉ e Placar.

 

calle 2